Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ancestralpampilhosense

A intenção é partilhar este meu gosto pelas antiguidades, pelas histórias, pelas tradições e tudo o que tenha a ver com o património pampilhosense e sensibilizar os descendentes da Pampilhosa da Serra a darem mais valor às suas raízes!

A intenção é partilhar este meu gosto pelas antiguidades, pelas histórias, pelas tradições e tudo o que tenha a ver com o património pampilhosense e sensibilizar os descendentes da Pampilhosa da Serra a darem mais valor às suas raízes!

Dia da Santa Cruz

 

O dia da Santa Cruz já é celebrado desde o tempo do imperador romano Constantino em Jerusalém e baseia-se na exaltação do triunfo de Cristo sobre a morte.

É uma das mais antigas solenidades litúrgicas da Igreja, apesar do acontecimento do Achamento da Cruz ser celebrado no calendário Católico a 14 de setembro.

De norte a sul do país são muitas as festas e romarias que vão desde o dia 1 de maio ao dia 3, o dia da Santa Cruz.

No nosso concelho era tradição construírem-se cruzes de pau e colocarem-se em cada horta para proteger as sementeiras de todos os males.

Em algumas aldeias as cruzes eram feitas de pau e de ramos de louro, o louro que era benzido no Domingo de Ramos. As cruzes eram colocadas nas hortas e no cimo das casas. E ao colocar as cruzes dizia-se:

 

"Aqui te ponho cruzinha de Deus, para abençoares e guardares tudo o que vires e for meu."

 

 

 

 

Esta é uma tradição que ainda persiste nos nossos dias, pois as fotos que aqui coloquei foram tiradas a duas hortas na vila da Pampilhosa.

Estou certa que por muitas hortas espalhadas por todo o concelho estão lá as cruzes de pau, feitas para relembrar o Achamento da Cruz e para proteção das sementeiras deste povo crente.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.